Exército afegão anuncia Operação Omed contra talibãs

Cabul, 25 fev (EFE).- O Exército afegão anunciou hoje o início da Operação Omed (esperança, em dari), que empreenderá junto às tropas internacionais em todos os cantos do país e cujo ponto de partida foi a grande ofensiva lançada neste mês na província de Helmand (sul).

EFE |

Em entrevista coletiva, o porta-voz do Ministério da Defesa, Zahir Azimi, assegurou que a operação será "liderada" pelas tropas afegãs, será realizada ao longo de todo o país e durará 18 meses.

A Operação Omed "cobre mais partes" do território que a lançada no ano passado contra a insurgência. A atual tem várias fases, que incluem o retorno da segurança, a manutenção da estabilidade e a reconstrução das áreas reconquistadas, explicou.

"O início da ofensiva foi em Marjah e Nad Ali, com a operação que chamamos Mushtarak ('juntos', em dari)", disse, em alusão à ofensiva que 15 mil tropas afegãs e internacionais lançaram nessas áreas de Helmand no último dia 13.

As forças agressoras encontraram pouca resistência em Nad Ali, no distrito de mesmo nome, de onde os talibãs recuaram.

O núcleo dos combates foi Marjah, cidade de 80 mil habitantes.

Segundo o boletim de hoje da Força Internacional de Assitência à Segurança (Isaf), nos últimos dias houve menos confrontos armados e mais "shuras" - assembleias locais para conhecer e atender as necessidades da população.

"Ainda há relatórios de confrontos ocasionais com armas pequenas" e as bombas continuam representando "o maior perigo para os civis e as forças de segurança em Marjah", disse a Isaf, força da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Em um gesto simbólico de "conquista" da cidade, o governador da província, Gulab Mangal, e outros funcionários de alto escalão estiveram hoje em Marjah para uma cerimônia de içamento da bandeira afegã no centro da cidade, disse à Agência Efe o porta-voz Daoud Ahmadi. EFE lo/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG