Exemplos concretos são ferramenta ruim para ensino da matemática (estudo)

Os exemplos concretos estão longe de ser o melhor método para ensinar matemática, revela um estudo publicado nesta quinta-feira nos Estados Unidos.

AFP |

"É muito difícil explicar princípios matemáticos a partir de um exemplo concreto", afirma Vladimir Sloutsky, autor do estudo e diretor do Centro para a Ciência Cognitiva da Universidade do estado de Ohio.

"Os exemplos concretos podem ser uma boa maneira de provar o domínio dos conhecimentos já adquiridos, mas são maus instrumentos de ensino", destaca Sloutsky, cujos trabalhos aparecem na revista americana Science de 25 de abril.

Para os estudantes que aprendem uma regra matemática através de vários exemplos concretos será mais difícil reutilizá-la em um novo contexto, se comparados a estudantes que a aprenderam exclusivamente de forma abstrata, destaca a pesquisa.

Os pesquisadores testaram sua teoria em um grupo de 80 estudantes divididos em quatro subgrupos, que aprenderam um princípio de aritmética simples ilustrado por um, dois e três exemplos concretos, no caso dos três primeiros subgrupos, enquanto o quarto subgrupo recebeu apenas uma simples explicação abstrata.

Em seguida, o conjunto foi submetido a um questionário de múltipla escolha para testar sua compreensão do princípio de cálculo aprendido.

O melhor resultado (80% de respostas corretas) coube ao grupo de estudantes que aprendeu o princípio de forma puramente abstrata.

js/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG