são os mais otimistas quanto à criação de vagas - Mundo - iG" /

Executivos no Brasil são os mais otimistas quanto à criação de vagas

Empresários brasileiros ou atuando no Brasil são os mais otimistas quanto à criação de novos empregos nos próximos 12 meses, segundo uma pesquisa da empresa de auditoria e consultoria PricewaterhouseCoopers divulgada nesta quarta-feira. Entre 1.

BBC Brasil |

198 diretores-executivos de grandes empresas entrevistados em todo o mundo, 61% dos brasileiros revelaram a expectativa de aumento de seu quadro de funcionários neste período.

No total, quase um terço dos brasileiros (27%) disse esperar um aumento de funcionários em mais de 8%.

A maioria dos executivos da Índia e de China (incluindo Hong Kong) também preveem o crescimento de vagas nas suas empresas. No caso dos indianos, 59% mostraram otimismo, e no caso de chineses, 53%.

No outro extremo da lista está a Espanha, onde apenas 9% dos diretores-executivos acreditam que seu quadro de funcionários vai crescer nos próximos 12 meses.

Governo
Os executivos entrevistados no Brasil também se mostraram os mais descontentes com a atuação do governo em relação às corporações.

Nenhum dos brasileiros concordou com a afirmação de que o governo tem políticas ambientais claras e consistentes em longo prazo.

Todos eles ainda discordaram da afirmação de que o governo reduziu as regras para o funcionamento das empresas do país.

A mesma opinião foi verificada nos Estados Unidos, onde apenas 2% dos entrevistados concordaram com a afirmação, e na Grã-Bretanha, com 3%.

Otimismo mundial
A sensação de otimismo após a crise econômica mundial foi verificada na maioria dos diretores-executivos entrevistados em todo o mundo.

Até 81% deles se disseram confiantes em que suas empresas vão crescer nos próximos 12 meses - no ano passado, apenas 64% haviam demonstrado a mesma opinião.

O otimismo é maior nos países emergentes: na Índia, ele foi compartilhado por 97% dos entrevistados, enquanto na China e na América Latina, 90% dos executivos mostraram grau de confiança semelhante.

A PricewaterhouseCoopers entrevistou 30 diretores-executivos no Brasil, tanto em empresas brasileiras como em corporações multinacionais com operações no país.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG