Ex-diretora da filial britânica do grupo Murdoch é detida

Em meio ao escândalo pelas escutas telefônicas, a polícia britânica prendeu ex-diretora por corrupção

AFP e EFE | 17/07/2011 09:58

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

A polícia britânica deteve neste domingo Rebekah Brooks, ex-diretora da filial britânica de jornais do grupo de Rupert Murdoch, em meio ao escândalo pelas escutas telefônicas. A Scotland Yard deteve Brooks, de 43 anos, por suspeita "de participação na interceptação de comunicações" e de "corrupção". "Rebekah foi à polícia por livre e espontânea vontade. Ela foi detida após a sua chegada à delegacia", declarou o porta-voz da ex-diretora, David Wilson.

Foto: AFP

Rebekah Brooks pediu demissão na última sexta-feira (15/07/11)

Esta detenção é a décima ocorrida durante a investigação reaberta em janeiro sobre o escândalo das escutas telefônicas praticadas em grande escala nos anos 2000 pelo tabloide News of the World, que pertence ao grupo News Corp. de Rupert Murdoch. O tabloide foi fechado recentemente por causa do escândalo.

Diretora da News International, filial da News Corp. que reúne os jornais britânicos do grupo, Rebekah Brooks tinha pedido demissão na sexta-feira. Ela era chefe de redação do News of the World no momento em que parte das escutas foi realizada.

Ontem, o magnata australiano Rupert Murdoch se desculpou pela polêmica das escutas ilegais em seus veículos com uma mensagem pessoal nos sete principais periódicos britânicos. Como fora antecipado, na mensagem, assinada pelo proprietário do grupo News Corporation e publicada pelo braço britânico de seu império, Murdoch pede perdão pelos "danos causados às pessoas afetadas" e lamenta "não ter agido antes" para resolver o assunto.

O escândalo dos escutas ilegais do "News of the World", que era o periódico mais vendido no Reino Unido até ser fechado, há uma semana, ameaça o império midiático do magnata.

Na sexta-feira (15), renunciaram seus dois colaboradores mais próximos em ambos os lados do Atlântico: a executiva Rebekah Brooks no Reino Unido e seu número dois, Les Hilton, nos Estados Unidos. Na próxima terça-feira, Murdoch terá que se apresentar a um comitê dos Comuns para esclarecer o caso.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG


Previsão do Tempo

Previsão Completa

 
  • Hoje
  • Amanhã

INDICADORES ECONÔMICOS

Câmbio

moeda compra venda var. %

Bolsa de Valores

indice data ultimo var. %
  • Fonte: Thomson Reuters
Ver de novo