Ex-diretor paraguaio de Itaipu pode perder imunidade judicial

Assunção, 18 dez (EFE).- Uma juíza paraguaia solicitou hoje a perda da imunidade do senador opositor Víctor Bernal para que ele seja investigado por um suposto caso de corrupção quando era diretor da hidrelétrica de Itaipu.

EFE |

A juíza Patricia González assinou o pedido, que deve ser remetido ao Senado, cujos membros debaterão a questão após o recesso anual que começará no próximo dia 21, informaram fontes judiciais.

González admitiu na semana passada a acusação do promotor Gustavo Gamba, que diz que Bernal e outros três diretores da hidrelétrica se envolveram no desvio de 380 bilhões de guaranis (US$ 78 milhões).

A acusação é fundamentada em uma auditoria da Controladoríia Geral da República, que advertiu sobre obras inexistentes e mal feitas em um município da área de influência da hidrelétrica.

Bernal foi um dos colaboradores próximos do então chefe de Estado, Nicanor Duarte, e tinha deixado o cargo para tentar sua candidatura ao Congresso.

Contra ele também foram feitas outras denúncias de suposta má gestão dos recursos de Itaipu, entre elas uma apresentada ao Ministério Público pelas novas autoridades da hidrelétrica.

Bernal deixou em janeiro passado a direção de Itaipu para promover sua candidatura ao Senado nas eleições gerais.

Cada um dos países proprietários da hidrelétrica de Itaipu - Brasil e Paraguai - tem um diretor na central, a maior do mundo em funcionamento. EFE lb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG