O ex-diretor geral do banco americano Morgan Stanley na Ásia foi condenado nesta sexta-feira por um tribunal de Hong Kong a sete anos de prisão por crime de informação privilegiada.

Du Jun foi considerado culpado de 10 acusações por comprar ações do CITIC Resources, filial do gigante chinês CITIC Group, por 87 milhões de dólares de Hong Kong (US$ 11,2 milhões), enquanto assessorava a empresa sobre a aquisição de campos de petróleo no Cazaquistão e na China.

Dois meses depois do anúncio da aquisição em maio de 2007, Du Jun aproveitou a alta do título para vender metade de suas ações, com um lucro de US$ 4,3 milhões.

O ex-diretor, 41 anos, também foi condenado a pagar uma multa.

pol/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.