Ex-deputado sobrevivente seqüestrado pelas Farc completa 6 anos no cativeiro

Bogotá, 11 abr (EFE).- O ex-deputado da assembléia de Valle del Cauca Sigifredo López, único sobrevivente dos 12 seqüestrados pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em 2002, completou hoje seis anos em poder dessa guerrilha, que no ano passado assassinou seus demais companheiros de cativeiro.

EFE |

López era um dos deputados da assembléia departamental de Valle del Cauca seqüestrados no dia 11 de abril do 2002 em um ataque das Farc à sede da entidade em Cali, capital da região.

O sexto aniversário foi lembrado com uma missa celebrada nessa cidade, da qual participou sua família encabeçada por sua esposa, Patricia Nieto, que declarou hoje que recebeu notícias sobre o estado de saúde do político, informando que ele está doente.

Nieto disse que a última prova de sobrevivência foi recebida no ano passado, uma mensagem no qual o ex-deputado "diz estar agarrado a Deus, mas também parece se sentir abandonado".

O deputado, que é advogado, foi vereador e prefeito de Pradaria, seu povoado natal, e secretário de Obras Públicas de Valle del Cauca, se salvou da morte já que tinha sido separado dos demais reféns, aparentemente fuzilados no dia 18 de junho do ano passado.

EFE gta/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG