Washington, 1 dez (EFE) - A Polícia de Chicago informou hoje que apresentará acusações contra William Balfour, o ex-cunhado da atriz e cantora Jennifer Hudson, pela morte da mãe, do irmão e do sobrinho de sete anos da estrela.

Balfour, de 27 anos, já estava detido no Centro Correcional Stateville, em Illinois, por violação da liberdade condicional, porém agora, diante da suspeita de ligação com o triplo homicídio, a Polícia pediu uma nova ordem de detenção, informou o "Chicago Tribune".

O detido foi levado a Chicago sob custódia policial e, segundo a porta-voz da Polícia da cidade, Monique Bond, está à espera de que se apresentem as acusações formais.

Em 24 de outubro, a Polícia encontrou os corpos do irmão de Hudson, Jason, de 29 anos, e de sua mãe, Darnell Donerson, de 57, assassinados a tiros na casa da família em Chicago.

No mesmo dia, perceberam o desaparecimento do sobrinho de sete anos da atriz, filho de sua irmã Julia, que apareceu morto três dias mais tarde em um veículo da família que tinha sido roubado e abandonado na zona oeste da cidade.

A Polícia deteve então Balfour, que recentemente tinha se separado da irmã da atriz, mas não tinha apresentado uma acusação formal que o ligasse aos assassinatos, e o motivo alegado era a violação da liberdade condicional.

Balfour se encontrava em liberdade condicional desde 2006, após passar sete anos na prisão por tentativa de homicídio e roubo de um veículo.

Jennifer Hudson ficou famosa após participar do programa "American Idol" e começou uma carreira como atriz e cantora que a levou a ganhar um Oscar em 2007 pelo papel em "Dreamgirls - Em Busca de um Sonho". EFE elv/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.