Ex-congressistas libertados pelas Farc querem voltar ao Parlamento

Bogotá, 3 mai (EFE).- Os ex-congressistas Jorge Eduardo Géchem e Orlando Beltrán, libertados em 27 de fevereiro pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), decidiram voltar à vida política e estão analisando a possibilidade de participar da campanha para o Legislativo colombiano em 2010, afirma hoje a imprensa local.

EFE |

Géchem começou cedo sua campanha, visitando vários municípios de seu reduto político, o departamento de Huila, e pretende percorrer os 37 municípios dessa região colombiana antes de fim de maio, segundo o jornal "El Tiempo".

"Já expressei que volto à política, o que não foi definido é a que cargo nem com quem, isso depende do sentimento do povo", disse Géchem.

Algumas fontes confirmaram ao jornal que Géchem se candidatará ao Senado e Beltrán, à Casa dos Representantes.

Consuelo González de Perdomo, também libertada esse ano pelas Farc, estaria pensando em se apresentar às eleições regionais para o cargo de governadora de Huila.

"Apoio incondicionalmente o doutor Géchem em qualquer pretensão.

Estou me recuperando de meus problemas de saúde, mas estou trabalhando em minha aspiração política que, de qualquer modo, seria ao lado de Jorge Eduardo", disse Beltrán.

As Farc libertaram Consuelo González de Perdomo e a ex-candidata à Vice-Presidência colombiana Clara Rojas em 10 de janeiro deste ano.

Em 27 de fevereiro, os rebeldes entregaram os ex-parlamentares Beltrán, Géchem, Luis Eladio Pérez e Gloria Polanco de Lozada, que estiveram em poder dos rebeldes por mais de seis anos. EFE fer/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG