Ex-comandante da Otan será assessor de segurança de Obama, diz imprensa

Washington, 25 nov (EFE).- O general reformado James Jones, ex-comandante da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), será o conselheiro de segurança da Casa Branca, disseram hoje fontes ligadas ao presidente eleito dos EUA, Barack Obama, citadas pela imprensa local.

EFE |

As fontes, que não foram identificadas, acrescentaram que sua escolha será anunciada por Obama na próxima semana.

Segundo o diário "The Washington Post", se informação for confirmada, Jones, de 64 anos, levará à Casa Branca uma ampla experiência em assuntos de segurança.

Além de ser comandante da Otan, foi enviado especial para assuntos de segurança e foi presidente de uma Comissão Independente sobre as Forças de Segurança no Iraque, um grupo designado pelo Congresso para avaliar a preparação das tropas iraquianas.

Desde que se retirou do Corpo de Infantes da Marinha no ano passado, trabalhou em assuntos de energia como diretor-executivo do Instituto da Câmara de Comércio dos Estados Unidos.

"Jones tem uma ampla gama de habilidades e experiências", declarou ao diário o general do Exército William Nash.

Segundo as fontes citadas pelo "Washington Post", Jones aparece em primeiro na lista de Obama para o cargo de conselheiro de segurança nacional.

A possível nomeação de Jones foi divulgada depois de a rede de TV "ABC News" informar que o atual secretário de Defesa, Robert Gates, aceitou permanecer por pelo menos mais um ano no cargo sob o mandato do novo presidente.

Assim como Jones, Gates, autor da estratégia que permitiu reduzir a violência no Iraque, é uma figura respeitada tanto entre republicanos como entre democratas. EFE ojl/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG