Ex-cirurgião plástico Hosmany Ramos volta a ser preso no Brasil

Rio de Janeiro, 6 mar (EFE).- O ex-cirurgião plástico Hosmany Ramos foi preso hoje novamente após retornar ao Brasil extraditado pela Islândia.

EFE |

Detido há seis meses quando tentava entrar na Islândia com o passaporte de seu irmão, Hosmany foi mandado para o presídio de Junqueirópolis (SP) após desembarcar na manhã deste sábado em São Paulo sob escolta da Polícia Federal (PF), informou o Ministério da Justiça.

O ex-cirurgião plástico era considerado foragido da Justiça brasileira desde janeiro de 2009, quando aproveitou uma saída para passar as festas de final de ano em 2008 com sua família e escapou de uma prisão do estado de São Paulo.

Hosmany foi condenado em 1981 a 53 anos de prisão pelos crimes de homicídio, sequestro, narcotráfico, contrabando e roubo de veículos.

O ex-médico - ele teve seu registro profissional cassado após ser condenado - começou a aparecer nas páginas policiais no final da década de 70, quando se envolveu com uma organização de traficantes de drogas.

Autor de livros nos quais relata sua vida e sua permanência na prisão, Hosmany fugiu do Brasil no ano passado com o passaporte de seu irmão e chegou a passar pela Guiana Francesa, Canadá e alguns países europeus antes de ser detido na Islândia em agosto passado.

O ex-cirurgião plástico pediu refúgio político na Islândia alegando que o sistema penitenciário do Brasil era desumano.

A justiça islandesa autorizou a extradição em dezembro passado, mas Hosmany conseguiu atrasá-la até hoje graças a recursos judiciais. EFE cm/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG