Ex-chefe paramilitar colombiano comparece amanhã à corte em Nova York

Nova York, 13 mai (EFE).- O ex-chefe paramilitar colombiano Diego Fernando Murillo, conhecido como Don Berna, comparecerá amanhã à Corte Federal de Manhattan para responder às acusações de narcotráfico, após sua extradição hoje aos Estados Unidos.

EFE |

A Promotoria Federal de Manhattan informou hoje que o comparecimento de Murillo, chefe das já dissolvidas Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC), está previsto para 14 de maio, mas não divulgou o horário.

Murillo foi preso pelas autoridades colombianas em 27 de maio de 2005 e é acusado de enviar "milhares de quilos de cocaína para os Estados Unidos e por lavagem de dinheiro", afirmou a promotoria.

As mesmas fontes afirmaram que Murillo, também conhecido como "Adolfo Paz", era o "líder das AUC, encarregado de suas atividades de narcotráfico, incluindo o transporte de cocaína e as operações financeiras".

Segundo a promotoria nova-iorquina, o Governo colombiano "recebeu garantias que não será pedida prisão perpétua para o acusado".

"A extradição deste suposto líder de uma organização terrorista, responsável pelo envio de enormes quantidades de cocaína aos Estados Unidos, é um grande avanço em nosso esforço de investigar, extraditar e processar os mais poderosos e perigosos homens da droga", assegurou o promotor Michael García. EFE mgl/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG