Ex-chefe de cartel de drogas é condenado a 45 anos nos EUA

O traficante colombiano Diego Montoya, também conhecido como Don Diego foi condenado nesta quarta-feira, em Miami, a 45 anos de prisão. Montoya foi chefe de um dos mais poderosos cartéis da Colômbia, o Norte del Valle, entre 1990 e 2004.

BBC Brasil |

Em agosto, o traficante já havia se declarado culpado das acusações de conspiração para importar cocaína e obstrução da Justiça.

No tribunal, o colombiano pediu desculpas pelo papel que assumiu no tráfico de cocaína.

"Refletindo sobre estes atos concluí que nada que eu faça, jamais vai reparar o dano que causei", afirmou Montoya em uma carta lida pelo advogado de defesa, Bill Clay.

'Remorso'
Após anunciar a sentença, a juíza Cecília Altonaga disse que reconhece o "remorso" do traficante.

Ela ordenou ainda que Don Diego deve pagar uma indenização de US$ 500 mil aos familiares da testemunha federal Jairo García, que foi sequestrado, torturado e assassinado pela organização do cartel do Norte del Valle.

Segundo a procuradoria, Montoya já foi responsável por 60% do tráfico de cocaína da Colômbia. Acredita-se que ele tenha importado cerca de US$ 10 bilhões em cocaína para os Estados Unidos depois de ter se tornado o líder do cartel.

Montoya foi capturado há dois anos e extraditado para os Estados Unidos, onde os três irmãos dele já estão cumprindo pena de prisão por tráfico de cocaína.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG