Ex-chefe da Junta Militar mauritana é eleito presidente de partido

Nuakchott, 5 mai (EFE).- O ex-chefe da Junta Militar mauritana, após o golpe de Estado de agosto, o general Mohammed Ould Abdelaziz, foi eleito hoje presidente do novo partido União para a República (UPM).

EFE |

No congresso constitutivo da UPM realizado hoje, Abdelaziz, que concorrerá às eleições presidenciais de 6 de junho, participou junto ao primeiro-ministro nomeado pelos militares golpistas, Mohammed Laghdaf, e com membros do Governo.

Também estiveram presentes na fundação deste partido outras personalidades ligadas ao golpe de Estado de 6 de agosto de 2008, segundo constatou a Agência Efe.

Abdelaziz inscreveu sua candidatura às eleições presidenciais perante o conselho Constitucional como independente, mas tendo garantido o respaldo de várias legendas coligadas.

Além disso, nomeou três membros do Governo como os principais colaboradores na campanha eleitoral, liderados pelo ministro das Finanças, Sid'Ahmed Ould Rais.

As eleições mauritanas serão boicotadas pelo líder da oposição parlamentar, Ahmed Ould Dadah, assim como pelo principal bloco oposto ao golpe, a Frente Nacional de Defesa da Democracia, fiel ao deposto presidente Sidi Mohammed Ould Cheikh Abdallahi. EFE mo/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG