Ex-chefe da inteligência da Sérvia teria trabalhado para a CIA

Jovica Stanisic, ex-chefe da inteligência sérvia sob a presidência de Slobodan Milosevic e que atualmente enfrenta acusações por crimes de guerra, trabalhou para a CIA, a agência central de inteligência Americana, informa nesta segunda-feira o jornal Los Angeles Times.

AFP |

A publicação indica que Stanisic foi recrutado pelo oficial da CIA William Lofgren, que estava encarregado de obter dados da inteligência dentro da convulsionada ex-Iugoslávia.

Durante encontros secretos em Belgrado, Stanisic deu detalhes sobre o funcionamento do regime de Milosevic, assinala a matéria.

Stanisic informou sobre a localização de reféns da Otan, colaborou em operações da CIA para localizar valas comuns e ajudou a agência americana a estabelecer uma rede de bases secretas na Bósnia.

Ao mesmo tempo, o espião dos Estados Unidos integrou esquadrões da morte do governo Milosevic que impulsionou a campanha de genocídios na Bósnia e em outros lugares, motivo pelo qual enfrenta agora em Haia um julgamento ante o Tribunal Penal Internacional (TPI) para a ex-Iugoslávia, estabelecido pelo Conselho de Segurança da ONU.

Confrontado com uma condenação à prisão perpétua, Stanisic apelou para seus ex-aliados americanos em busca de ajuda, segundo o jornal.

A CIA então enviou para o TPI documentos sigilosos que detalham as contribuições de Stanisic e que prestam conta de seu proveitoso papel no conflito na ex-Iugoslávia, segundo ainda o Times.

mk/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG