Ex-candidato democrata John Kerry visita a Faixa de Gaza

Gaza, 19 fev (EFE).- O ex-candidato democrata à Casa Branca e presidente do comitê de relações exteriores do Senado dos EUA, John Kerry, se transformou hoje no funcionário de maior categoria de seu país a visitar a Faixa de Gaza desde que o Hamas tomou o controle desta localidade.

EFE |

Em sua chegada à capital de Gaza, Kerry explicou à imprensa que o objetivo de sua viagem é "avaliar de perto a situação" neste território palestino, sob controle do movimento islâmico desde junho de 2007.

Kerry percorreu em veículos das Nações Unidas algumas das áreas mais castigadas pela ofensiva israelense de 22 dias, que terminou no dia 18 de janeiro e que deixou 1.400 palestinos mortos, na maioria civis, e 5.500 feridos.

O ex-candidato democrata à Presidência dos EUA afirmou que não têm "planos" de se reunir com membros do Hamas, cujo braço armado está na relação de organizações terroristas de seu país.

Kerry chegou a Gaza proveniente de Sderot, a localidade israelense mais castigada pelos foguetes lançados pelas milícias palestinas.

Ali pediu à Síria que deixe de apoiar a milícia xiita libanesa Hisbolá e o Hamas, cuja liderança política tem sua sede em Damasco, como um sinal de sua intenção de alcançar a paz com Israel, informa a edição digital do jornal israelense "Yedioth Ahronoth".

Antes, dois congressistas democratas, Brian Baird e Keith Ellison, tinham entrado em Gaza, mas sem a intenção de se reunirem com líderes do Hamas.

"Queremos compartilhar com o povo de Gaza que entendemos seu sofrimento e lamentamos o que aconteceu, assim como nos assegurar que entre mais ajuda", declarou Baird para a imprensa.

Além disso, o Hamas deixou claro que não está "interessado" em se "reunir com funcionários americanos".

"Tudo o que nos importa é lhes permitir ver o sofrimento de nosso povo na Faixa de Gaza", acrescentou o movimento islâmico. EFE sa'ar-ap/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG