Ex-campeão olímpico Scott Miller responde por tráfico de drogas

O ex-nadador australiano Scott Miller, campeão mundial dos 100m borboleta em 1995 e medalha de prata na mesma prova nos Jogos Olímpicos de Atlanta de 1996, explicou nesta sexta-feira ante um tribunal como passou de campeão olímpico a traficante de drogas.

AFP |

Visivelmente emocionado, Miller, de 34 anos, se declarou culpado de seis acusações, entre elas a de ter fornecido ecstasy a um amigo.

"Em 2004, minha carreira terminou e eu não sabia o que fazer com minha vida. Para aplacar a dor de me sentir acabado comecei a fumar, a frequentar festas e minha vida se transformou nisso", confessou no tribunal.

O ex-atleta, que também ganhou medalha de bronze no 4x100m livres em Atlanta, contou até que ponto se sentiu "fraco e vulnerável" quando teve de abandonar sua carreira esportiva após uma lesão.

"Caí no álcool e nas drogas. Foi uma fuga. É horrível, é como tapar com esparadrapo uma ferida com gangrena", acrescentou.

Miller foi detido em abril de 2008 depois que a polícia encontrou uma prensa para fabricar pílulas em uma zona de armazéns de Sydney, segundo documentos apresentados no julgamento. Além disso, a polícia encontrou um aerossol de defesa, esteróides e soníferos sem receita médica.

"Estou desmoronado e destruí minha família, isso me dá vergonha", acrescentou Miller. A sentença da justiça para este caso deve sair dia 4 de setembro ou depois.

th/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG