Ex-Blackwater pagará multa de US$ 42 mi por exportar armas para o Afeganistão

Por causa do acordo, cujo conteúdo foi antecipado pelo jornal The New York Times, a empresa evitará um processo judicial

EFE |

A empresa de segurança privada Xe Services, a antiga Blackwater, pagará uma multa de US$ 42 milhões ao governo americano por ter violado leis comerciais em centenas de ocasiões e exportado armas para o Afeganistão. Por causa do acordo, que ainda não foi publicado, mas foi antecipado pelo jornal "The New York Times" em sua edição digital, a Xe evitará assim um processo judicial.

A empresa fez exportações ilegais de armas para o Afeganistão e propostas não autorizadas para treinar tropas no sul do Sudão, além de fornecer formação de francoatirador para agentes da políciade Taiwan , disseram fontes da empresa e do governo ao jornal.

Uma fonte da companhia confirmou o acordo, mas o porta-voz do Departamento de Estado, Philip Crowley, não ratificou a notícia. O acordo foi fechado após longas conversas e negociações entre a Xe e o Departamento de Estado, que tratou as violações como infrações administrativas, permitindo assim à empresa de segurança privada evitar acusações penais.

O pacto não resolve, no entanto, outros problemas legais da Blackwater, de seus ex-diretores e outros funcionários, que incluem acusações de tráfico de armas, obstrução da Justiça e tentativa de suborno de funcionários do governo iraquiano. O "New York Times" afirma que o acordo permitirá à Xe continuar disputando contratos governamentais.

A Blackwater perdeu no ano passado seu maior contrato com o Departamento de Estado, que não quis que a empresa fizesse a segurança de seu pessoal na embaixada de Bagdá por causa da polêmica surgida após o massacre de 16 de setembro de 2007.

Nessa data, um grupo de segurança da Blackwater disparou contra civis em uma praça de Bagdá, deixando 17 mortos e 27 feridos. Apesar disso, a Xe segue tendo contratos de segurança com o Departamento de Estado e a CIA (Agência de Inteligência Americana) no Afeganistão.

Em junho, o Departamento de Estado assinou um contrato de US$ 120 milhões com a Xe para a segurança seus escritórios regionais do Afeganistão. A CIA pagará US$ 100 milhões pela segurança de seu posto em Cabul, segundo o "New York Times".

    Leia tudo sobre: afeganistãoblackwateriraqueeuasegurançaacordo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG