Ex-bispo católico Fernando Lugo jura como presidente do Paraguai

O ex-bispo católico Fernando Lugo jurou nesta sexta-feira como presidente do Paraguai para um período de cinco anos ante cerca de 15.000 pessoas, nove chefes de Estado e 97 delegações estrangeiras em um ato realilzado na praça do Congresso de Assunção.

AFP |

Lugo - usando uma discreta camisa branca, calças cinzas e sandálias - jurou "observar e fazer observar a Constituição" ante o presidente do Senado Enrique González Quintana e o plenário do Congresso, enquanto era aclamado por milhares de partidários.

O até então presidente, Nicanor Duarte (2003/2008), pertencente ao Partido Colorado, foi vaiado pelos manifestantes ao abandonar a sede legislativa depois de entregar os atributos presidenciais a González Quintana.

Na véspera, Lugo fez um juramento simbólico diante de uma multidão em Assunção, durante o qual foi benzido em um ritual indígena guarani.

"Sim, juro!" - gritou Lugo para milhares de pessoas, na maioria operários, camponeses e jovens reunidos na véspera da posse oficial de seu novo presidente.

Lugo recebeu "oferendas para um novo Paraguai" de um grupo de indígenas e camponeses, que lhe entregaram vasilhas com terra, alimentos e água, e uma manta.

Com os braços para o alto e os dedos em 'V', Lugo dançou com três índias e recebeu a benção em uma cerimônia ancestral guarani, em meio aos aplausos da multidão.

O ato, convocado sob o lema "Por uma América Latina unida e sem fronteiras", reuniu várias organizações sociais, principalmente de base camponesa e indígena, além de partidos de esquerda, como o Comunista, o Socialista e o Movimento ao Socialismo.

Os oradores falaram à multidão em guarani e castelhano, e nos intervalos a multidão dançou sob o som de canções típicas paraguaias.

Lugo assumirá nesta sexta-feira a presidência do Paraguai, em uma cerimônia presenciada por nove chefes de Estado da região.

jos/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG