Ex-banqueiro suíço entregará dados de clientes ao WikiLeaks

Elmer disse que vai entregar dois CDs com detalhes de cerca de 2.000 clientes do banco, como empresários e políticos

Reuters |

Um ex-banqueiro suíço que foi um dos primeiros homens a usar o site WikiLeaks para publicar documentos internos prometeu divulgar novos dados sobre contas bancárias no exterior na próxima segunda-feira, disse jornal.

Rudolf Elmer, que foi demitido do Julius Baer em 2002 e que vai a julgamento na Suíça na quarta-feira por quebrar o sigilo bancário, entregará mais dados ao WikiLeaks em uma coletiva de imprensa em Londres, informou neste domingo o jornal Der Sonntag.

Elmer disse ao jornal suíço que vai entregar dois CDs contendo os nomes e detalhes de contas de cerca de 2.000 clientes do banco, incluindo importantes empresários, artistas e cerca de 40 políticos, que colocaram suas reservas fora de seus países de origem.

"Os documentos mostram que eles se escondem atrás do sigilo bancário, provavelmente para evitar os impostos", afirmou Elmer ao jornal.

Ele afirmou entender que os dados não devem ir imediatamente ao WikiLeaks, pois precisam passar por um processo de avaliação.

Elmer disse que os dados envolvem multimilionários, empresas internacionais e fundos de cobertura de vários países, incluindo Estados Unidos, Alemanha e Grã-Bretanha.

Os dados são de pelo menos três instituições bancárias, incluindo o Julius Baer, e cobrem o período de 1990 a 2009. Muitos dos documentos vazaram a ele por comparsas.

Nem Julius Baer, nem Elmer, que era o chefe de operações do banco nas ilhas Cayman, estavam imediatamente disponíveis para comentar.

    Leia tudo sobre: wikileaksdocumentossuícaclientesbanco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG