Ex-assessor de Putin afirma que conflito na Geórgia foi provocação russa

MOSCOU - Andrei Ilarionov, ex-assessor do atual primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, afirmou que o conflito na Geórgia foi uma provocação brilhante dos serviços secretos russos, mas que não conseguiu tirar do poder o presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, em artigo publicado hoje pelo jornal digital opositor Ej.ru.

EFE |

Segundo Ilarionov, assessor econômico de Putin durante seu primeiro mandato presidencial (2000-2004), a derrubada de Saakashvili e afastar a Geórgia da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) eram os dois principais objetivos da operação militar que Moscou lançou no país.

O economista ressaltou que o mais provável é que o resultado seja o contrário do esperado.

"A Rússia, que enviou tropas a outro Estado membro da ONU, foi reconhecida internacionalmente como agressora, e a Geórgia como vítima", afirma Ilarionov, que ressaltou que o país ficou "quase totalmente isolado" no âmbito internacional.

Segundo Ilarionov, a grande "conquista" do governo de Moscou "foi ressuscitar o medo do urso russo, algo no que o mundo contemporâneo não podia ou não queria acreditar".

Leia mais sobre: Geórgia Rússia

    Leia tudo sobre: georgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG