Ex-assessor de Fujimori pega 6 anos de prisão por desvio de recursos

Lima, 16 jan (EFE).- O ex-assessor presidencial peruano Vladimiro Montesinos foi sentenciado hoje a seis anos e quatro meses de prisão por desvio ilegal de fundos das Forças Armadas ao Serviço de Inteligência Nacional (SIN).

EFE |

A 4ª Sala Anticorrupção considerou Montesinos culpado dos crimes de peculato (mau uso de fundos públicos) e destruição de documentos públicos, informou o Poder Judiciário peruano.

Montesinos, preso desde 2001, aceitou recorrer à figura jurídica de sentença antecipada, que diminui o tempo do processo quando o acusado se declara culpado.

O tribunal decidiu que o ex-assessor deverá pagar sete milhões de novos sóis (US$ 2.258.064) em conceito de reparação civil a favor do Estado e arquivou a acusação pelo crime de formação de quadrilha, já que foi sentenciado pela acusação em outros processos.

Montesinos recebeu várias sentenças nos processos contra si por sua atuação ilegal durante o Governo de Alberto Fujimori (1990-2000), a maior delas a 20 anos de prisão por tráfico de armas para as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). EFE dub/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG