AMSTETTEN, Áustria (Reuters) - Testes de DNA mostraram que o austríaco Josef Fritzl, que manteve a filha presa no porão da casa por 24 anos e abusou dela sexualmente, é o pai dos seis filhos que ela teve, informou a polícia na terça-feira. O resultado ... mostra que as seis crianças, que a pobre Elisabeth Fritzl deu à luz no porão, foram todas indubitavelmente concebidas por seu próprio pai, o agora com 73 anos Joseph Fritzl, disse Franz Polzer, chefe da unidade de investigação criminal da Baixa Áustria, em uma entrevista coletiva.

Elisabeth teve sete filhos em seus 24 anos de cativeiro, mas um deles morreu após o nascimento.

(Reportagem de Sylvia Westall)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.