El Paso (EUA.), 1 out (EFE).

- Um ex-agente da Patrulha Fronteiriça americana foi condenado hoje a cinco anos de prisão por conspirar para traficar imigrantes ilegais, transportá-los e abrigá-los, e também por lavagem de dinheiro, informou o promotor no oeste do Texas Johnny Sutton.

Jesús Miguel Huizar, que trabalhava em El Paso, foi condenado ainda a pagar US$ 24 mil e a entregar uma residência localizada no nordeste da cidade onde escondia os imigrantes.

Huizar, de 28 anos, tinha se declarado culpado em julho de introduzir nos Estados Unidos de forma ilegal mais de 100 imigrantes que vinham do México.

Segundo a Justiça americana, o ex-agente recebia cerca de US$ 350 para cada um dos imigrantes ilegais que deixava entrar no país através dos pontos a cargo da Patrulha Fronteiriça. EFE mpg/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.