Ex-agente do KGB admite envenenamento por mercúrio

Londres, 18 jul (EFE).- O milionário russo Alexander Lebedev, proprietário de um jornal britânico (Evening Standard) e ex-agente do KGB, antigo serviço secreto soviético, revelou que faz um tratamento por envenenamento com mercúrio.

EFE |

Em entrevista que o jornal "The Daily Telegraph" publica hoje, Lebedev diz que exames apontaram que os níveis de mercúrio em seu sangue estão 14 vezes acima do normal, o que coloca em risco sua saúde.

Segundo o empresário, o médico belga encarregado do tratamento disse que o mercúrio pode entrar no sistema nervoso e afetar a memória.

"Bom, mas se acordasse amanhã de manhã e não lembrasse de (Vladimir) Putin (ex-presidente e atual primeiro-ministro russo), estaria bem", brincou Lebedev, que diz ser um grande admirador do ex-presidente da extinta União Soviética (URSS) Mikhail Gorbachov.

Perguntado se o envenenamento teria sido obra do Kremlin, o empresário negou.

"Não acho que tenha sido um inimigo político ou um adversário, mas alguém próximo a mim. Uma velha história: dinheiro. É simples", disse.

Lebedev acha que a maior ameaça à sua vida vem da máfia do jogo, já que uma lei apresentada por ele na Duma, a câmara baixa do Parlamento russo, provocará o fechamento dos cassinos de Moscou.

Sobre seus negócios na área da comunicação, o milionário, aparentemente interessado na compra do "Independent", disse que decidiu adquirir o "Evening Standard" para "salvá-lo das forças do mercado e da internet".

"Há um pequeno clube de jornalistas brilhantes no mundo que precisam ser protegidos", destacou o empresário, que disse que não vai interferir na linha editorial da publicação. EFE vg/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG