dependerá reação dos ocidentais , diz ministro - Mundo - iG" /

Evolução na Ossétia dependerá reação dos ocidentais , diz ministro

A evolução da situação na Ossétia do Sul dependerá da reação dos ocidentais e de sua influência sobre Moscou, avaliou o ministro georgiano da Reintegração, Temur Iakobachvili, em entrevista publicada nesta sexta-feira no site de Le Figaro.

AFP |

À pergunta "o que pode acontecer agora?", o ministro respondeu que "muito dependerá da reação dos ocidentais".

"Eles vão continuar a se bronzear na praia? Ou darão um sinal claro à Rússia para que ela não ultrapasse certos limites?", continuou, rejeitando-se a chamar de "guerra" os combates entre as forças georgianas e russas na Ossétia do Sul.

"A Rússia não nos declarou guerra, e nós não declaramos guerra à Rússia, mas agressão russa é um fato, ela deve parar", declarou Iakobachvili.

Ao lançar uma operação militar contra a capital da Ossétia do Sul, Tskhinvali, os georgianos querem "acabar com todos os bolsões de resistência armada", explicou.

Tbilissi pretende também "fechar o túnel de Roki que, ao se tornar ponto de passagem de tráficos de drogas, armas e moedas falsas, tinha se transformado em um buraco negro totalmente entregue à criminalidade", completou.

"Queremos restabelecer nossa soberania, nosso controle militar e civil, sobre todo o território da Ossétia", insistiu o ministro.

Ao falar sobre o início da ofensiva na madrugada desta sexta, o ministro georgiano afirmou que a decisão foi tomada "quando soubemos, durante a noite, que uma coluna militar russa estava atravessando o túnel de Roki".

Antes disso, as forças ossetas tinham "bombardeado e destruído duas de nossas cidades, incluindo Tamaracheni", enquanto que a Geórgia havia anunciado um cessar-fogo unilateral, completou o ministro.

"Decidimos que era preciso parar tudo isso. Há meses que as provocações se multiplicam. Era preciso pôr um fim nelas. Alertamos muitos vezes que terminaríamos por passar para a ação militar", declarou Iakobachvili.

cls/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG