O presidente da Bolívia, Evo Morales, reuniu-se nesta quinta-feira à noite, em Caracas, com seu homólogo venezuelano, Hugo Chávez, para revisar assuntos de interesse comum e preparar sua participação na cúpula da Unasul, em Brasília, e aproveitou para lhe transmitir saudações do líder cubano, Fidel Castro.

"Vamos avaliar todo o processo de integração bilateral, o processo de integração da Alba (Alternativa Bolivariana para as Américas) e nos preparar com as últimas informações que eu tenho para a cúpula da Unasul", declarou Chávez, na cerimônia de boas-vindas, no Palácio de Miraflores.

Recém-chegado de Havana, Morales relatou seu encontro com o presidente cubano, Raúl Castro, e transmitiu a Chávez as saudações de Fidel Castro, que deixou o poder em fevereiro por questões de saúde.

"Eu o vi magro (Fidel), mas muito lúcido. É um homem muito estável e mandou muitas saudações para você", disse Morales a Chávez.

Os dois dirigentes, que viajarão juntos para Brasília, classificaram o encontro da Unasul de "histórico".

"Amanhã, será um dia histórico. Vamos assinar, em Brasília, o tratado da união sul-americana, depois de 200 anos de busca", comentou Chávez.

"Os sonhos dos nossos antepassados, como Simón Bolívar e Tupac Kataric, que lutaram pela Pátria Grande, começam a se cumprir", acrescentou Morales.

Chávez informou que, antes da reunião da Unasul, ele e Morales vão se reunir com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

pt/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.