LA PAZ (Reuters) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, iniciou nesta sexta-feira sua campanha para as eleições gerais no fim do ano com um encontro na região de Santa Cruz, bastião da oposição conservadora. Nas eleições de 6 de dezembro, em que Morales tentará o segundo mandato, os bolivianos residentes no exterior poderão votar pela primeira vez. Também será eleita uma Assembleia Plurinacional com assentos reservados exclusivamente para indígenas, em substituição do atual Congresso bicameral.

"Temos que melhorar nossa votação em Santa Cruz, (porque) a única forma de garantir uma revolução democrática e cultural é aplicando a Constituição Política do Estado boliviano e (ela requer) maior quantidade de legisladores", disse Morales ante organizações sociais e camponesas.

"Apelam ao terrorismo para poder decapitar o Movimento Ao Socialismo (partido de Morales). Estou certo de que vão fracassar", acrescentou o presidente boliviano, em alusão a um atentado com explosivos nesta semana contra a esposa do líder das organizações sociais que o apoiam.

Ao longo da semana, diversos políticos oficializaram candidatura para as eleições de dezembro, entre eles o ex-presidente Jorge Quiroga, líder do principal partido da oposição, o PODEMOS (Poder Democrático e Social).

O ex-vice-presidente do primeiro governo de Gonzalo Sánchez de Lozada, Víctor Hugo Cárdenas, também oficializou sua candidatura, assim como o empresário Samuel Doria Medina.

Segundo pesquisa realizada em julho pela Ipos Apoyo, Morales lidera as intenções de voto com 49 por cento, seguido por Doria Medina, com 12 por cento. Quiroga e Cárdenas têm, respectivamente, 8 por cento e 7 por cento de preferência.

"Agora precisamos chegar a mais de 70 por cento, e isso está nas mãos de vocês, e estamos próximos", afirmou Morales.

O líder indígena, aliado do venezuelano Hugo Chávez e do equatoriano Rafael Correa, chegou à Presidência em janeiro de 2006 e foi confirmado no cargo em um referendo em agosto de 2008, com 67,4 por cento dos votos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.