Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Evo Morales diz que respeitará resultado das eleições em Chuquisaca

La Paz, 27 jun (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, assegurou hoje que respeitará o resultado das eleições para governador do departamento de Chuquisaca no próximo domingo, ainda que vencedora seja a opositora indígena quíchua Savina Cuéllar.

EFE |

"O presidente, independente do ganhador, imediatamente vai reconhecê-lo. Respeitamos o voto do povo de Chuquisaca e esperamos que seja garantida uma eleição transparente", disse Morales em coletiva de imprensa na sede do Governo.

No domingo, 210 mil cidadãos de Chuquisaca estão convocados para votar e escolher o novo governador regional em uma disputa em que Cupéllar tem como principal rival Wálter Valda, do governamental Movimento ao Socialismo (MAS).

O pleito permitirá escolher o governador, após a renuncia do governista David Sánchez, que deixou o cargo e buscou refúgio político no Peru, após violentos protestos registrados contra a Assembléia Constituinte, em 2007.

A oposição a Morales aposta em um triunfo de sua candidata em Chuquisaca para consolidar um bloqueio regional contra o governante indígena, depois das vitórias nas votações autonomista realizadas entre 4 de maio e 22 de junho em Santa Cruz, Beni, Pando e Tarija.

Por outro lado, os governistas confiam em recuperar o controle dessa praça política por acreditar que o movimento autonomista dos líderes regionais de Chuquisaca não tem uma real influência no campo, mas sim em grupos elitistas da cidade de Sucre.

O conflito entre Morales e os dirigentes cívicos de Sucre começou em 2007 quando, a pedido do Governo, a Assembléia Constituinte eliminou de sua agenda de debates a reivindicação do povo de Sucre, que pretendia ser novamente a capital do país.

Desde a guerra civil de 1899, Sucre só abriga o Poder Judiciário, enquanto La Paz é a sede de Governo e do Parlamento. EFE ja/rr

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG