Evo Morales diz que mercenários estrangeiros pretendiam matá-lo

O presidente da Bolívia, Evo Morales, assegurou que um grupo de mercenários estrangeiros abatidos nesta quinta-feira em Santa Cruz pretendia atentar contra sua vida e a do vice-presidente Alvaro García Linera.

AFP |

Segundo presidente, estes mercenários seriam de origem irlandesa e húngara.

"Tive informações de que estavam preparando um atentado e dei instruções para abrir uma operação para deter os mercenários. Hoje me informaram que houve um tiroteio numhotel de Santa Cruz, onde foram mortas três pessoas", contou Morales.

Morales se encontra na Venezuela para participar em uma reunião da Alternativa Bolivariana para as Américas (Cuba, Venezuela, Bolívia, Nicarágua, Honduras e Dominica), antes da realização da Cúpula das Américas de Trinidad e Tobago.

mdp-nn/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG