Evo Morales deve ser confirmado no referendo de domingo

O presidente da Bolívia, Evo Morales, e o poderoso prefeito de Santa Cruz, Rúben Costas, os dois pólos opostos da política boliviana, devem ser ratificados em seus cargos no referendo do próximo domingo, segundo uma pesquisa privada divulgada nesta segunda-feira pelo jornal El Deber.

AFP |

Segundo a empresa privada Captura Consulting, o presidente indígena tem apoio de 54% para o plebiscito de domingo, quando colocará seu cargo em jogo, junto com seu vice e oito governadores, seis deles da oposição.

O maior apoio ao presidente vem dos departamentos andinos de La Paz (77%), Potosí (67%) e Oruro (75%) e nos vales de Cochabamba (54%). Em contrapartida, Morales é rejeitado nas regiões de Santa Cruz (70%), Tarija (61%), Chuquisaca (59%) e Beni (57%).

Costas, da região de Santa Cruz e líder visível da oposição ao presidente indígena, também deve ser confirmado no cargo, segundo a mesma pesquisa, com 74% de apoio.

A Corte Nacional Eleitoral determinou que o cargo do atual presidente deve ser revogado se os votos contra passarem de 53,7% e o dos governadores, de 50%, embora o Congresso tenha aprovado uma lei que fixa as remoções com base na última eleição, quando eles obtiveram entre 38% e 48% dos votos válidos.

O presidente boliviano convocou referendo para que os eleitores escolham entre seu projeto estadista e o da oposição, de cunho liberal.

jac/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG