Evo Morales designa governadores interinos para La Paz e Cochabamba

O presidente da Bolívia, Evo Morales, designou nesta sexta-feira prefeitos (governadores) interinos para La Paz e Cochabamba, em substituição aos governadores opositores revogados nestas regiões no referendo de 10 de agosto.

AFP |

Morales deu posse como prefeito interino de La Paz a Pablo Ramos, ex-professor universitário ligado às lutas sociais. O ex-padre jesuíta Rafael Puente assumiu como prefeito de Cochabamba.

Ramos e Puente substituem os opositores José Luis Paredes, que teve seu mandato revogado em La Paz com 64,52% de votos contrários, e Manfred Reyes Villa (64,81%), com o mesmo destino em Cochabamba.

"Respeito muito estes dois lutadores sociais e acredito que cumprirão uma boa gestão", disse.

Morales pediu às novas autoridades um combate à corrupção nas prefeituras, segundo a Agência Boliviana de Informação.

Os novos prefeitos permanecerão nos cargos até 7 de dezembro, quando serão realizadas as eleições convocadas pelo presidente para renovar oficialmente os mandatos revogados.

O chefe de Estado obteve, no mesmo referendo revogatório de agosto, 67,4% de apoio, respaldo que o estimulou a convocar por decreto, também para 7 de dezembro, um referendo para aprovar seu projeto de uma Constituição indigenista, que não é aceita pelos prefeitos opositores de cinco das nove regiões do país.

str/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG