O presidente da Bolívia, Evo Morales, convocou nesta quinta-feira, por decreto, o referendo para aprovar, no próximo dia 7 de dezembro, a nova Constituição, rejeitada pelos governadores de cinco dos nove departamentos bolivianos.

Morales fez o anúncio em um ato no Palácio Quemado, onde também convocou, para a mesma data, os referendos para definir a extensão das terras privadas agrícolas e a eleição dos novos governadores dos departamentos de La Paz e Cochabamba, cujos dirigentes foram removidos no referendo de 10 de agosto passado.

"Decreto a data do referendo nacional constituinte (...) para o 7 de dezembro de 2008", diz um dos artigos do texto, lido pelo ministro da Presidência, Juan Ramón Quintana.

O ato foi assistido por ministros, comandantes militares e líderes camponeses e operários.

jac/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.