O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse nesta sexta-feira que atende e agradece às sugestões de governar para todos, sem diferença de classes sociais, ou raciais, como lhe recomendou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Lia (nesta sexta) um jornal, que textualmente fala sobre a declaração do companheiro Lula, que (me) recomenda governar para todos (...) Governamos para todos. Mas ontem, sobretudo, o companheiro Lula ressaltou (que se deve) atender a demanda dos pobres", afirmou Morales, durante ato público na cidade de El Alto, próxima de La Paz.

Morales se referia às sugestões dadas por Lula na quinta-feira, no povoado fronteiriço de Arroyo Concepción, onde ambos os presidentes inauguraram duas estradas no lado boliviano, que fazem parte da via bioceânica.

No encontro, Lula sugeriu a Morales que tenha paciência, que não brigue com os meios de comunicação, que não caia em confrontação com a direita e que governe para todos os bolivianos.

O presidente boliviano admitiu que, embora tenha de suportar "provocações e humilhações" da imprensa, que ele considera opositora, entende a necessidade de governar com paciência.

"Agüentemos com muita paciência", disse Morales à multidão.

jac/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.