Um total de 1,22 milhão de empregos foi perdido na zona euro no primeiro trimestre do de 2009, uma redução de 0,8% em relação aos três meses anteriores, segundo dados provisórios publicados nesta segunda pelo departamento europeu de estatísticas Eurostat.

A cifra, que duplica o saldo líquido de 526.000 empregos perdido no último trimestre de 2008, é a pior registrada pelo Eurostat, que arrecada esses dados desde 1995.

Trata-se do terceiro trimestre consecutivo de aumento de desemprego. Na zona euro, integrada por 16 países, o emprego cedeu 0,2% no terceiro trimestre de 2008 e 0,4% no quarto. No conjunto da UE, a queda foi respectivamente de 0,1% e 0,3%.

Em suas últimas previsões econômicas publicadas no início de maio, a Comissão Europeia prognosticou que 8,5 milhões de empregos serão perdidos na UE no período 2009-2010.

soe/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.