Eurostar abre inquérito para apurar falha em trens

A empresa que administra o trem Eurostar, que liga Londres a Paris e Bruxelas, anunciou a abertura de um inquérito independente para apurar as causas da falha de trens no fim de semana que deixou mais de 2 mil passageiros presos no túnel sob o Canal da Mancha.

iG São Paulo |

AFP
Passageios esperam por trem em estação londrina

Passageios esperam por trem em estação londrina


Alguns trens serão testados nesta segunda-feira depois de terem sofrido modificações técnicas durante a noite, mas os serviços devem permanecer suspensos pelo terceiro dia consecutivo. A possível retomada dos serviços deve ser anunciada à noite.

Mais de 55 mil pessoas tiveram suas viagens canceladas depois que seis trens quebraram. Os administradores do Eurostar dizem que a causa tem sido o frio sem precedentes na França.

"Nós entendemos o quão frustrados e desapontados os viajantes estão, especialmente os que estão esperando para viajar nos últimos dois dias", disse uma nota no website da empresa.

As modificações feitas de última hora nos trens têm o objetivo de impedir a entrada de água na parte elétrica. A operadora diz que até então o equipamento para enfrentar neve foi eficaz durante os 15 anos de existência da ligação ferroviária pelo Eurotunel, mas as temperaturas no norte da França nos últimos dias foram mais baixas do que o registrado anteriormente. E a previsão é de novas nevascas na área nesta segunda-feira.

Com BBC


Leia mais sobre inverno

    Leia tudo sobre: invernoinverno na europa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG