Europeus pedem maior diálogo com a China para superar crise

Pequim, 17 jun (EFE).- Um grupo de diplomatas europeus que visita a China defendeu um maior diálogo com o gigante asiático para superar a crise global, informou hoje a agência de notícias chinesa Xinhua.

EFE |

"As duas partes tentam se entender melhor e progredir nos diálogos que servem como base para abordar os assuntos de interesse comum e evitar ou resolver conflitos", disse Adriana Garrido, membro da direção geral de Relações Exteriores da Comissão Europeia (CE, órgão executivo da União Europeia).

Segundo Garrido, "desenvolver um diálogo estratégico não significa que não há problemas entre nós, mas que podemos falar de qualquer coisa".

Na 11ª Cúpula UE-China realizada no mês passado em Praga, o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, reiterou a seus interlocutores da UE a necessidade de acabar com as limitações das exportações de bens de alta tecnologia.

Por outro lado, a China foi acusada em diversas ocasiões pela UE de manter sua moeda artificialmente baixa para favorecer suas exportações.

A troca comercial entre a China e os 27 países-membros do bloco em 2008 chegou a US$ 425,6 bilhões, o que transforma a UE no principal parceiro comercial do gigante asiático. EFE mmp/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG