Europeus dizem em pesquisa que vitória de Obama melhoraria relações com EUA

Madri, 10 set (EFE).- A maior parte dos europeus considera que as relações entre os Estados Unidos e a Europa melhorarão caso o candidato democrata Barack Obama seja eleito presidente, enquanto com uma vitória do republicano John McCain permanecerão da mesma forma, diz a pesquisa Transatlantic Trends 2008.

EFE |

O estudo, que analisa a opinião pública sobre temas relacionados à política externa e às relações internacionais, foi apresentando hoje em Madri pela Fundação BBVA.

O relatório, realizado com uma amostra de mil entrevistas realizadas nos Estados Unidos e 12 países da Europa, diz que praticamente a metade dos entrevistados europeus (47%), afirmam que as relações transatlânticas melhorarão com Obama, em comparação aos 11% que dizem que isto acontecerá caso o vencedor seja McCain.

Apesar de a maioria dos cidadãos continuar pensando que a União Européia deveria adotar uma linha mais independente dos EUA nas questões de segurança e diplomacia, o estudo revela que aumentou o número daqueles que desejam reforçar as relações, ao passar de 27% em 2006 para o 31% atual.

Com relação ao terrorismo, norte-americanos e europeus concordam ao afirmar que deveria ser a principal prioridade do novo presidente americano.

O estudo, realizado antes do conflito armado entre Rússia e Geórgia, diz também que 58% dos europeus expressam preocupação pelo comportamento da Rússia com os países vizinhos.

A mesma percentagem aprova que os americanos ofereçam assistência no quesito segurança para democracias vizinhas como a Ucrânia e a Geórgia. EFE nac/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG