Europeus descobrem buraco negro em distância recorde

BERLIM - Astrônomos do Observatório Europeu do Hemisfério Sul (ESO) descobriram um buraco negro na galáxia NGC 300, a uma distância recorde de 6 milhões de anos luz do nosso sistema solar.

EFE |

Da central da ESO, em Garching (Alemanha), um porta-voz destacou hoje que o novo buraco negro tem 15 vezes a massa de nosso Sol e absorve matéria de uma estrela que o acompanha e que, em um tempo previsível, explodirá como uma supernova para se tornar também um buraco negro.

O sol que acompanha atualmente o novo buraco negro tem cerca de 20 vezes a massa de nosso sol e está expulsando sua camada exterior para o espaço.

Os buracos negros como o descoberto pela ESO surgem após a explosão de uma supernova, estrelas gigantes que culminam em sua própria combustão e que acabam se comprimindo com uma gravidade tão elevada que chegam a absorver a luz.

Leia mais sobre: Buraco negro

    Leia tudo sobre: buraco negro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG