Os ministros das Finanças da zona euro rejeitaram nesta segunda-feira a idéia de um plano de reativação econômica generalizado diante do risco de recessão, e decidiram adiar o plano do bloco de equilibrar as contas públicas a curto prazo, informou seu presidente, Jean-Claude Juncker.

"Pensamos que não nos faz falta um plano de reativação generalizado, clássico, e que cada um dos diferentes Estados-membros deve adotar medidas precisas, temporárias e consequentes", disse Juncker ao final de uma reunião do Eurogrupo em Bruxelas.

Juncker também informou que devido à crise econômica mundial, os ministros optaram por adiar seu objetivo de equilibrar as contas públicas até 2010.

Durante o encontro em Bruxelas, os ministros concordaram em que o objetivo de equilíbrio, fixado em 2007, no momento de uma conjuntura favorável, deve ser revisto".

"Na atualidade, (este objetivo) deve ser alcançado caso por caso pelos Estados membros, em datas que devemos fixar para mais adiante", disse Juncker, sem dar detalhes.

De qualquer maneira, a ambição de eliminar os déficits para esta data (2010) já não era mesmo crível há vários meses.

ylf/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.