Eurocâmara pede que Junta de Mianmar seja julgada por crime contra humanidade

Estrasburgo (França), 22 mai (EFE).- O Parlamento Europeu aprovou hoje uma resolução pedindo que as autoridades militares de Mianmar sejam julgadas por crimes contra a humanidade se continuarem impedindo a ajuda às vítimas do ciclone Nargis.

EFE |

O texto, aprovado por 524 votos a favor, 3 contra e 13 abstenções, pede aos Governos da União Européia (UE) que pressionem para que o Conselho de Segurança das Nações Unidas leve o caso ao promotor do Tribunal Penal Internacional (TPI).

Os eurodeputados sustentam que a soberania nacional não pode sobressair diante dos direitos humanos da população, e pedem à ONU que examine a conveniência de autorizar os envios de ajuda humanitária mesmo sem a aprovação da Junta Militar birmanesa.

O ciclone "Nargis" devastou o sul de Mianmar entre 2 e 3 de maio, e sua passagem deixou cerca de 78 mil mortos, 56 mil desaparecidos e 2,5 milhões de desabrigados.

A resolução alerta que o início do período de chuvas das monções e a falta de assistência para o plantio de uma nova colheita de arroz podem representar uma nova catástrofe para os sobreviventes.

Além disso, pede aos Governos de Índia e China que exerçam sua influência sobre as autoridades birmanesas para permitir o acesso imediato da ajuda.

Paralelamente ao texto sobre Mianmar, o Parlamento aprovou hoje outra resolução na qual parabeniza "a rápida resposta das autoridades chinesas" após o terremoto na província de Sichuan, que causou a morte de dezenas de milhares de pessoas.

A resolução, aprovada por 525 votos a favor, 4 contra e 4 abstenções, expressa a satisfação do Parlamento diante da "disposição da China em aceitar ajuda externa" e por ter permitido o acesso dos meios de comunicação chineses e estrangeiros.

Pede ainda ao Governo chinês que facilite o trabalho das organizações humanitárias de assistência e voluntariado para a distribuição da ajuda. EFE adp/ev/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG