Eurocâmara pede a Israel o fim das prisões administrativas de palestinos

Bruxelas, 4 set (EFE).- O Parlamento Europeu (PE) pediu hoje a Israel que coloque fim às prisões administrativas, uma fórmula sob a qual cerca de mil palestinos permanecem presos sem acusações e sem direito de se defender.

EFE |

Em uma resolução aprovada por 416 votos a favor, 136 contra e 61 abstenções, a Eurocâmara pede a Israel que submeta todos os presos a julgamento e a garantir "normas mínimas" de detenção a todos os detidos palestinos em seu território.

Além disso, os eurodeputados pedem a aplicação de "medidas adequadas em relação aos menores e ao regime de visitas", de acordo com os tratados internacionais a respeito.

O texto considera que Israel deve "respeitar plenamente o estado de direito no tratamento que dá a seus presos, por ser um passo fundamental para um Estado democrático".

Neste sentido, defende que o fortalecimento das relações entre a UE e este país seja "coerente com o cumprimento por Israel de suas obrigações, em virtude do direito internacional". EFE mvs/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG