EUA/Saúde: democratas tentam evitar votação na noite de Natal

Líderes democratas do Senado americano informaram nesta terça-feira que iriam tentar chegar a um consenso para votar logo a reforma da saúde do presidente Barack Obama, para evitar que aconteça no dia 24 de dezembro, véspera de Natal.

AFP |

"Esperamos concluir amanhã (quarta-feira) o mais tardar, também devido à chuva de inverno prevista para o Meio Oeste", declarou durante entrevista à imprensa o líder da maioria democrata, Harry Reid.

A votação final na Casa, depois de expiradas as últimas horas de debate está prevista para a noite de quinta-feira às 19H00 (00H00 GMT). A anuência dos republicanos permitiria reduzir este prazo e votar mais cedo, dando oportunidade aos senadores e aos seus assessores voltarem para casa a tempo para o Natal.

No entanto, Mitch McConnell, líder da bancada republicana, declarou nesta terça-feira que "estaremos lá até a noite de Natal para terminar nosso trabalho sobre esse projeto de lei".

"É importante que analisemos todas as possibilidades", disse, precisando qeu a votação "final no Senado não é a decisiva" sobre a reforma. McConnell fazia alusão aos debates que vão prosseguir em janeiro entre a Câmara e o Senado para adaptar as duas versões do texto.

emp/bar/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG