EUA voltam a ameaçar Coréia do Norte por questão nuclear

Washington, 11 dez (EFE).- O Governo dos Estados Unidos assegurou hoje que voltará a considerar a aplicação de medidas recíprocas com a Coréia do Norte depois que este país tenha se negado a assinar um protocolo de verificação de seu desarmamento nuclear.

EFE |

Em sua coletiva de imprensa diária, a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino, afirmou que a Coréia do Norte deixou passar "uma oportunidade" nas conversas em Pequim sobre o desarmamento nuclear de Pyongyang em troca de incentivos políticos e econômicos.

"A porta tinha sido aberta e tudo o que tinham que fazer era atravessá-la, porque cinco dos seis participantes das conversas já tinham entrado em acordo em um protocolo de verificação", explicou a porta-voz.

Segundo os EUA, a Coréia do Norte tinha se comprometido em outubro a aceitar o protocolo de verificação, mas deu para trás no momento de colocar por escrito.

"Vamos ter de adotar algumas das medidas recíprocas, que é o que dissemos que faríamos", afirmou Perino.

No entanto, ressaltou que antes de tomar uma decisão será necessário esperar a chegada do negociador americano nas conversas, Chris Hill, que se encontra a caminho, depois do final da rodada de conversas realizada esta semana na capital chinesa.

Por sua parte, o porta-voz do Departamento de Estado, Sean McCormack, concordou com Perino ao afirmar que os EUA não cumprirão mais obrigações sem um protocolo de verificação firme.

"A verificação é absolutamente essencial para este processo, e francamente, não poderá avançar sem um acordo sobre o protocolo", assinalou McCormack. EFE cai/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG