WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos e seus aliados estão progredindo na redação de novas sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) contra o Irã por causa de seu programa nuclear, mas ainda há trabalho a fazer para chegar ao documento final, disse uma importante autoridade norte-americana nesta sexta-feira.

"Vamos prosseguir com nossos esforços em Nova York e nas capitais até o começo do mês que vem e o quanto for necessário para ter aprovada uma resolução forte e correta", disse a embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Susan Rice.

" /

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos e seus aliados estão progredindo na redação de novas sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) contra o Irã por causa de seu programa nuclear, mas ainda há trabalho a fazer para chegar ao documento final, disse uma importante autoridade norte-americana nesta sexta-feira.

"Vamos prosseguir com nossos esforços em Nova York e nas capitais até o começo do mês que vem e o quanto for necessário para ter aprovada uma resolução forte e correta", disse a embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Susan Rice.

" /

EUA veem avanço em esboço de sanções contra Irã

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos e seus aliados estão progredindo na redação de novas sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) contra o Irã por causa de seu programa nuclear, mas ainda há trabalho a fazer para chegar ao documento final, disse uma importante autoridade norte-americana nesta sexta-feira.

"Vamos prosseguir com nossos esforços em Nova York e nas capitais até o começo do mês que vem e o quanto for necessário para ter aprovada uma resolução forte e correta", disse a embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Susan Rice.

Reuters |

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos e seus aliados estão progredindo na redação de novas sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) contra o Irã por causa de seu programa nuclear, mas ainda há trabalho a fazer para chegar ao documento final, disse uma importante autoridade norte-americana nesta sexta-feira.

"Vamos prosseguir com nossos esforços em Nova York e nas capitais até o começo do mês que vem e o quanto for necessário para ter aprovada uma resolução forte e correta", disse a embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Susan Rice.

Rice afirmou que as conversações entre os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU --Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, Rússia e China-- e a Alemanha ocorriam num "ritmo e intensidade significativos."

"Acho que eles fizeram progressos e ainda temos trabalho a fazer. Mas acho que eles valem a pena e esperamos ainda mais avanços", disse Rice numa entrevista coletiva antes da reunião da ONU na semana que vem sobre o Tratado de Não Proliferação Nuclear.

O presidente norte-americano, Barack Obama, exortou que a resolução com novas sanções seja redigida o mais cedo possível para punir o Irã por causa de seu programa nuclear, que as potências nucleares temem seja um disfarce para o desenvolvimento de armas atômicas, mas o qual Teerã insiste que tem apenas finalidades pacíficas.

Embora inicialmente relutantes, Rússia e China estão envolvidas na discussão da possível amplitude da proposta de novas sanções da ONU.

(Reportagem de Andrew Quinn)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG