EUA vão rever o programa de exploração espacial da Lua e de Marte

O governo do presidente Barack Obama vai rever o programa Constellation da Nasa que prevê a volta dos americanos à Lua e missões tripuladas a Marte, segundo o projeto de orçamento 2010 apresentado nesta quinta-feira.

AFP |

O projeto de orçamento para 2010 que Obama transmitiu ao Congresso propõe 18,7 bilhões de dólares no total para a agência espacial americana, o que representa, no entanto, um aumento de 5% em relação a 2009.

A revisão "será realizada por um grupo independente de especialistas que analisará os programas de vôos tripulados da Nasa e proporá possíveis alternativas", disse em comunicado Christopher Scolese, administrador interno da agência.

O objetivo é "propor alternativas seguras, inovadoras e acessíveis nos anos que seguirão à retirada dos ônibus espaciais", acrescentou.

Está previsto que os três ônibus espaciais que ainda restam na frota sejam retirados do serviço em 2010, data em que deverá finalizar a construção da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). A decisão foi tomada pelo ex-presidente George W. Bush depois do acidente com o Columbia, em fevereiro de 2003.

Em janeiro de 2004, Bush revelou o programa Constellation, que deve suceder ao de ônibus espaciais, a partir de 2015, voltado a que o homem regresse à Lua antes de 2020, preparando-se, depois, para missões tripuladas a Marte.

O Constellation é semelhante ao Apollo de conquista da Lua, em 1969, combinando tecnologias do ônibus espacial, fundamentalmente seu sistema de lançamento.

js/sf/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG