EUA vão retirar 12 mil soldados do Iraque até setembro

O general americano David Perkins anunciou, neste domingo, a retirada de 12 mil soldados do território iraquiano nos próximos seis meses. A saída desses oficiais representa o primeiro estágio do plano anunciado em fevereiro pelo presidente Barack Obama de retirar as tropas de combate do país até agosto de 2010.

BBC Brasil |

O plano anunciado pelo presidente prevê que as missões de combate dos Estados Unidos no Iraque devem terminar até 31 de agosto de 2010, quando a maior parte dos 142 mil soldados americanos devem deixar o território iraquiano.

Obama disse que, depois desta data, entre 35 mil e 50 mil soldados devem permanecer no Iraque para fornecer treinamento para as forças de segurança iraquianas. A saída deste último grupo está prevista para 2011.

Segundo o correspondente da BBC em Bagdá, Mike Sargeant, a rapidez da retirada vai depender do sucesso das eleições nacionais iraquianas neste ano.

O plano de retirada anunciado por Obama é considerado um meio termo entre a relativamente rápida saída prometida por ele durante a campanha eleitoral e a retirada mais gradual, preferida por alguns setores militares americanos.

Durante a campanha, Obama havia dado o prazo de 16 meses, após ter assumido a Presidência, para a saída total dos militares americanos do país.

Segundo o presidente americano, a solução de longo prazo para o Iraque deve ser política, e as decisões sobre o país devem ser tomadas pelos iraquianos.

Na ocasião, Obama disse que seu governo não está interessado no território ou nos recursos do Iraque, invadido pelas tropas americanas em 2003.

Leia mais sobre EUA no Afeganistão

    Leia tudo sobre: eua no afeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG