EUA vão restringir bombardeios no Afeganistão

O comandante militar americano no Afeganistão, Stanley McChrystal, anunciou que restringirá os bombardeios no país para tentar reduzir a quantidade de civis mortos, informa o jornal The New York Times.

AFP |

Segundo o NYT, McChrystal afirmou em entrevistas nos últimos dias que a utilização de ataques aéreos no Afeganistão será permitida apenas para prevenir ofensivas contra tropas americanas e da coalizão internacional.

"O poder aéreo contém a semente de nossa própria destruição se não o usarmos de modo responsável", declarou McChrystal a um grupo de oficiais durante uma videoconferência emana passada, según o jornal.

"Podemos perder esta luta", completou.

Até em casos de batalhas contra milicianos talibãs, os bombardeios serão limitados se o combate acontecer em áreas habitadas.

A restrição será especialmente observada em casos de ataques a casas ou complexos residenciais suspeitos de abrigar insurgentes, destacou o NYT.

Um relatório divulgado pelas Forças Armadas americanas semana passada revelou que pelo menos 26 civis morreram em junho no Afeganistão.

mk/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG