EUA vão investir US$ 20 bi para salvar Citigroup

O governo dos Estados Unidos anunciou um plano de resgate para o Citigroup, um dos maiores bancos do país, depois que as ações do grupo despencaram mais de 60% na semana passada. O Tesouro vai investir US$ 20 bilhões em ações preferenciais do grupo, e o governo americano também vai garantir até US$ 306 bilhões de empréstimos e títulos de alto risco do grupo.

BBC Brasil |

Em outubro, o grupo já havia recebido US$ 25 bilhões como parte do plano de resgate às instituições financeiras anunciado pelo governo.

Na semana passada, o Citigroup anunciou cortes adicionais de 52 mil postos de trabalho em todo o mundo, além dos 23 mil já anunciados anteriormente.

'Protegendo o contribuinte'

O plano de ação foi anunciado depois de um encontro de emergência no fim de semana entre o banco, o Tesouro americano, o Federal Reserve (o banco central americano) e o Federal Deposit Insurance Corp.

O Citigroup é o segundo maior banco dos Estados Unidos e tem operações em mais de cem países.

Muitos analistas haviam previsto que devido ao tamanho da instituição, o governo não iria permitir a falência do grupo.

"Com essas transações, o governo americano está tomando as medidas necessárias para fortalecer o sistema financeiro e proteger o contribuinte e a economia americana", diz o comunicado das três agências.

"Nós continuaremos a usar todos os nossos recursos para preservar o vigor das nossas instituições bancárias, promover o processo de recuperação e gerenciar os riscos", acrescenta o documento.

A injeção de dinheiro sairá do pacote de US$ 700 bilhões criado no mês passado.

Leia mais sobre: Citigroup - crise financeira

    Leia tudo sobre: citigroup

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG