EUA vão impor sanções a dirigentes venezuelanos

O Tesouro americano anunciou nesta sexta-feira sanções contra dois altos funcionários do governo venezuelano acusados de ajudar materialmente as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no tráfico de drogas.

AFP |

Pouco antes, um alto funcionário norte-americano confirmara que os Estados Unidos pretendem expulsar o embaixador da Venezuela em represália à decisão do presidente venezuelano Hugo Chávez de expulsar o representante de Washington em Caracas.

Consultado sobre se Washington considerava a hipótese de expulsar o embaixador venezuelano, o alto funcionário disse: "Sim, definitivamente".

Estas informações foram divulgadas depois do anúncio feito na quinta-feira por Chávez da expulsão em um prazo de 72 horas do embaixador norte-americano em Caracas, em solidariedade com a Bolívia, que também expulsou na quarta-feira o representante de Washington em La Paz.

As sanções do Tesouro americano afetam explicitamente duas autoridades venezuelanas, Hugo Armando Carvajal Barrios e Henry de Jesus Rangel Silva, assim como um ex-ministro, Ramon Rodríguez Chacín.

Leia mais sobre Venezuela  - EUA



    Leia tudo sobre: euavenezuela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG